Google+ Rádio Gospel Hits: Pastor Everaldo Pereira é acusado de agressão por ex-esposa

Divulgação 728 X 90

Player

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Pastor Everaldo Pereira é acusado de agressão por ex-esposa

Pré-candidato do Partido Social Cristão (PSC) ao Palácio do Planalto, Pastor Everaldo Pereira afirma que agiu em legítima defesa depois de ser perseguido.

Everaldo Dias Pereira, pré-candidato do Partido Social Cristão (PSC) ao Palácio do Planalto está envolvido em um escândalo que poderá abalar a confiança dos evangélicos no partido. Todo poderoso no PSC, mas desconhecido dos eleitores, o vice-presidente do partido é acusado de ter espancado a ex-mulher.


Segundo reportagem publicada pelo jornalista Lauro Jardim, do Radar Online, do site da Veja, uma das revistas mais influentes do país, Everaldo responde processo no Superior Tribunal de Justiça por ter agredido fisicamente Katia Maia, sua ex-mulher.

Na ação, há relatos de “chutes e socos, o que causou a perfuração da membrana timpânica” de Katia. Everaldo diz que agiu em legítima defesa depois de uma perseguição de carro pelas ruas do Rio de Janeiro.


Segundo o jornalista, em 2012 o pastor foi condenado na primeira instância a pagar para a ex-mulher uma indenização de 84 450 reais por danos morais e materiais. Everaldo recorreu e agora o caso está sendo julgado pelo STJ.

A denúncia causou constrangimento ao partido já que o slogan usado pelo PSC é justamente que trata sobre família. Everaldo aproveitou a ascensão política e a visibilidade que a passagem do deputado federal, Pastor Marco Feliciano (PSC/SP), pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados deu ao partido.

Como o PSC fazia parte da base do governo, analistas acreditam que Everaldo apenas estaria tentando tirar os votos evangélicos que a ex-senadora Marina Silva receberia. Em 2010 a ex-ministra foi a grande surpresa nas eleições presidenciais e alcançou cerca de 20 milhões de votos.

Sem cargo eletivo ou expressão política o vice-presidente do PSC também pode ser obrigado a prestar explicações à Justiça por utilizar a estrutura da liderança do PSC na Câmara para fins pessoais e partidários.

Segundo informações da revista “Isto É!”, Everaldo não deveria se valer das instalações e benesses da Câmara para fins pessoais e partidários, mas empregar recursos do fundo partidário.

Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...