Google+ Rádio Gospel Hits: Berço de bandas alternativas, MySpace abraça sertanejo e gospel para crescer no Brasil

Divulgação 728 X 90

Player

sábado, 20 de março de 2010

Berço de bandas alternativas, MySpace abraça sertanejo e gospel para crescer no Brasil

Ponto de encontro online dos descolados do universo musical, o MySpace enfrenta um cenário de grande concorrência no mercado brasileiro, onde se instalou oficialmente em dezembro de 2007. Na época, o site voltado aos fãs de música chegou fazendo o estardalhaço de quem viria competir como o então e atual líder local das redes sociais, o Orkut. Desde então, Twitter e Facebook ganharam força no país e o MySpace, propriedade da News Corp, teve de rever a estratégia com a qual havia desembarcado por aqui.

“Ninguém tira o trono do MySpace pelo fato de ele oferecer conteúdo musical direto da fonte. Mas as redes sociais mudaram, se adaptaram e também tivemos de nos mexer”, afirmou ao UOL Tecnologia Túlio Magalhães, que assumiu em outubro de 2009 o cargo de gerente comercial do MySpace Brasil. Isso significa, entre outras coisas, que o site pretende diversificar seu público: freqüentado principalmente por jovens e fãs de música alternativa, o br.myspace.com deve passar a contar com público sertanejo e gospel, entre outros.

A diversificação do site que deu fama cantora à cantora adolescente Mallu Magalhães pode funcionar como estratégia para o endereço diminuir a vantagem que Orkut, Facebook e Twitter ganharam nos últimos meses.

Os números de visitantes dessas redes sociais deixam claro que o MySpace ficou para trás na disputa em território (virtual) brasileiro. O site registrou em fevereiro de 2010 (dados mais recentes do Ibope Nielsen Online) 1,8 milhão de visitantes únicos em ambiente doméstico e de trabalho, contra 8 milhões do Facebook, 8,8 milhões do Twitter e 26,9 milhões do Orkut. Em maio de 2009, sua desvantagem era menor: 24,4 milhões do Orkut, 3,7 milhões do Twitter, 2,7 milhões do Facebook e 2,3 milhões do MySpace.

O site de relacionamento divulga ter fechado o ano de 2009 com aumento de 60% na audiência em relação a 2008, com 6 milhões de visitantes únicos registrados em dezembro.

Estratégia

De olho na diversificação do público, hoje formado principalmente por fãs de rock, emocore e hip hop, o MySpace participou no início do mês de uma feira country, em São Paulo, onde montou um palco para a apresentação de músicos sertanejos. Além disso, contou Magalhães, a plataforma virtual será usada oficialmente em um desafio de música gospel realizado pela rede TV.

A empresa também deve retomar neste ano, no Brasil, os chamados “secret shows”, eventos que em que informações como a banda, a data e o local da apresentação são divulgadas aos poucos. Esses shows são patrocinados por anunciantes, e a entrada gratuita é liberada para um determinado número de usuários do MySpace (é preciso mostrar o perfil impresso na porta do evento). O primeiro “show secreto” da rede social no país foi do NX Zero, quando o MySpace chegou oficialmente ao Brasil.

Globalmente, a agenda do MySpace inclui mudanças de layout nos próximos meses e reforço nas ferramentas de compartilhamento de conteúdo, para que os internautas saibam cada vez mais o que seus amigos estão fazendo. “Quem está inserido no universo musical já usa o MySpace. Com essas novidades, queremos tornar o site mais amigável para atrair aqueles que já conhecem um DJ ou uma banda cadastrada no site”, aposta o gerente comercial.

Operações no Brasil

Em julho do ano passado, o MySpace Brasil passou por uma reestruturação e a sede local, que funcionava de forma independente, fechou. O escritório virou um braço da FOX International Channels, também da News Corp, e hoje conta com sete funcionários (nenhum da formação original) que representam as operações da rede social no Brasil – assim como no Orkut, o foco dos negócios é a venda de publicidade.

“Do terceiro para o quarto trimestre do ano passado, o faturamento cresceu 43%. A saúde financeira do MySpace no Brasil sempre foi positiva”, afirmou Magalhães. Segundo ele, a reestruturação no país foi parte de um alinhamento mundial da empresa. Otimista, o gerente comercial cita os 2,8 milhões de perfis cadastrados no site local, os 178 mil perfis de bandas no MySpace Brasil (8 mil deles criados nos últimos seis meses) e 16 milhões de páginas musicais em todo o mundo.

“Antes, as pessoas não viam sentido em ter perfil em diversos sites. Elas estavam no Orkut e achavam que isso já era suficiente. Hoje há espaço para todos. Cada página é voltada a um nicho, a uma turma: os amigos do Orkut são diferentes daqueles do Facebook, que são diferentes do MySpace, que são diferentes do Twitter”, explicou. “Nosso nicho continua sendo a música e o entretenimento. Esse é o nosso DNA.”

Fonte:UOL

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...