Google+ Rádio Gospel Hits: Marina Silva ressalta suas “convicções religiosas” e diz que Estado laico garante direitos a homossexuais

Divulgação 728 X 90

Player

domingo, 8 de novembro de 2015

Marina Silva ressalta suas “convicções religiosas” e diz que Estado laico garante direitos a homossexuais


A ex-senadora Marina Silva (Rede) comentou suas preferências políticas e as acusações que essas posições geram contra ela no meio evangélico.


Terceira colocada nas eleições presidenciais de 2014, com pouco mais de 22 milhões de votos, Marina explicou que está atenta às possibilidades de que políticos tornem a legenda que ela ajudou a fundar numa espécie de Partido dos Trabalhadores.

“Tem muita gente querendo colocar cavalo de troia na Rede, mas fizemos o diálogo com muitos deputados e entraram no partido pessoas com identidade programática”, disse.

Em entrevista à Agência Estado, Marina disse que não irá repetir o erro cometido quando era filiada ao PT, quando, por 30 anos, pregou uma sacralização do partido, hoje conhecido como o mais corrupto da história republicana brasileira: “Diz-se que os sábios aprendem com os erros dos outros e que são estúpidos os que não aprendem nem com os próprios erros. Se não fui sábia, não quero ser estúpida”, ponderou. Para ela, “a Rede é uma tentativa de contribuição [com a democracia brasileira]”.

Sobre o debate gerado em torno de sua figura, evangélica, e ainda assim, defensora de direitos e liberdades civis para os homossexuais, Marina disse que tem suas convicções religiosas a respeito do assunto, mas que isso não a limita no reconhecimento da igualdade dos seres humanos.

Resultado de imagem para Marina Silva partido rede
“O direito à diversidade é cada um fazer o que lhes é mais conveniente para suas vidas. Esse debate é muitas vezes tratado de forma desonesta. Tenho 16 anos como senadora, qual projeto de lei meu você encontra que tenha qualquer sombra de variação em relação aos direitos LGBT?”, questionou.

“Eu tenho minhas convicções religiosas, mas vivemos em um Estado laico, que garante os direitos dos que creem e dos que não creem”, acrescentou Marina, que também exerceu função de ministra do Meio Ambiente durante o governo Lula.

Questionada sobre seu apoio a Aécio Neves (PSDB-MG) no segundo turno das eleições de 2014, Marina ressaltou que o apoio foi individual, e não da Rede, e que foi manifesto publicamente após o então candidato se comprometer com uma série de pautas.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...