Google+ Rádio Gospel Hits: Após derrota no PL 122, Jean Wyllys dispara contra cristãos e diz que igrejas fabricam “estelionatários e predadores sexuais”

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Após derrota no PL 122, Jean Wyllys dispara contra cristãos e diz que igrejas fabricam “estelionatários e predadores sexuais”

Após a derrota política sofrida com o “sepultamento” do PL 122, o deputado federal e ativista gay Jean Wyllys atacou cristãos em geral e particularmente os católicos e a igreja romana.

No Twitter, citando publicações de outros usuários que divergem dos princípios que ele defende, Wyllys passou a ridicularizar as expressões de ideias que não o agradavam.


Comentando a publicação de um católico que afirmou que os ativistas gays iriam “implantar a cultura gay no inferno”, o deputado ex-BBB disparou: “O bom é que esses ‘cristãos’ nem conjugam burrice com má fé e ódio, né? Que bom que eles entendem a mensagem de Jesus, né? Nessas horas, só a ironia pode responder a essa estupidez e desamor!”, escreveu.

Na sequência, após responder vários internautas contrários a ele com o mesmo tom de sarcasmo e ironia, chamando-os de imbecis, o deputado federal confrontou os católicos contrários à prática homossexual com escândalos recorrentes entre clérigos da Igreja.

“Gritar e levantar o terço contra o abuso sexual praticado por padres contra meninas e meninos, esses ‘católicos’ não fazem, né? Será que os católicos homofóbicos não são capazes de respeitar a dignidade e os direitos dos gays, lésbicas e transexuais católicos?”, escreveu.

Jean Wyllys, dizendo adorar “debochar dos imbecis”, abriu o leque de sua bateria e passou a disparar contra os cristãos como um todo, dizendo que as igrejas haviam se tornado mentoras de criminosos: “As escolas não podem virar ‘fábricas de homossexuais’, mas as igrejas podem ser fábricas de estelionatários e predadores sexuais, né?”, disse ele, rebatendo as críticas ao Plano Nacional de Educação (PNE), que contém artigos polêmicos no que se refere à implantação de políticas públicas que preguem maior tolerância à homossexualidade.

As escolas não podem virar “fábricas de homossexuais”, mas as igrejas podem ser fábricas de estelionatários e predadores sexuais, né?

— Jean Wyllys (@jeanwyllys_real) 18 dezembro 2013

“Desequilíbrio”

O colunista deste portal, Paulo Teixeira, comentou a fala “exacerbada” de Jean Wyllys contra os cristãos e criticou a falta de “tato para a arte da política” demonstrada pelo deputado.


“Não conformado com as modificações feitas no Plano Nacional de Educação (PNE) cujo intuito foi impedir que se criasse uma classe especial de alunos dentro das escolas, os gays, assim como a derrota retumbante do PLC 122, o ex BBB voltou a manifestar desequilíbrio emocional e desferir vorazes críticas à igreja brasileira [...] Com tal procedimento, evidentemente, fazendo uso inadequado de sua imunidade parlamentar, o ativista do PSOL evidencia que não tem tato algum para a arte da política. 

Visto que um verdadeiro político é aquele que sabe dialogar, contrapor, refutar, mesmo que em meio a um debate acalorado, mas sem ataques, ofensas e baixeza, como ousa fazer o deputado, na maioria das vezes, quando projetos e leis por ele defendidos não são aceitos ou aprovados. Atitudes irresponsáveis como as do deputado afrontam em cheio uma sociedade de esmagadora maioria cristã”, escreveu Teixeira.

Fonte  Gospel+

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...