Google+ Rádio Gospel Hits: Jorginho, evangélico auxiliar de Dunga, afirma que acusações de falta de ética são mentiras

domingo, 11 de julho de 2010

Jorginho, evangélico auxiliar de Dunga, afirma que acusações de falta de ética são mentiras

Criticado pela imprensa, o ex-lateral Jorginho, auxiliar-técnico de Dunga na Seleção brasileira desclassificada da Copa do Mundo 2010 nas quartas de final, disse que, apesar de sua condição de cristão evangélico, não fez indicações de funcionários à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), muito menos por causa de religião, como divulgado, e afirma que nunca participou das reuniões de atletas cristãos nas concentrações da Seleção nos últimos quatro anos.Leia a íntegra da nota divulgada na última segunda-feira, 5,/07 pela assessoria de imprensa de Jorginho.

NOTA À IMPRENSA: Rio de Janeiro, 5 de julho de 2010.

Em virtude de algumas matérias publicadas na imprensa, queremos prestar os esclarecimentos necessários:
1) Com relação à ida de familiares dos jogadores e da comissão técnica da Seleção Brasileira para a África do Sul: a CBF, como já é procedimento, não oferece estrutura para os familiares e, portanto, a decisão de levá-los ou não cabia exclusivamente a cada atleta ou membro da Comissão. Vários atletas e membros da Comissão levaram seus parentes.

2) Ao contrário do que foi noticiado, Jorginho não indicou nenhum segurança ou outros profissionais para a CBF, excetuando-se apenas o observador da Seleção, que foi a sua ÙNICA indicação ao Dunga, a quem coube definir a contratação.

3) Da mesma forma, não é correta a informação de que Jorginho participava das reuniões dos atletas cristãos da Seleção. Jorginho é cristão, mas, em nenhum momento, deixou que sua crença religiosa, influenciasse o seu trabalho. Ele NUNCA, ao longo dos quase quatro anos como auxiliar-técnico, participou de qualquer reunião dos atletas cristãos e sempre pautou seu trabalho pela qualidade técnica, tendo, inclusive, sido eleito o melhor treinador do Campeonato Carioca de 2006, quando, em sua primeira experiência como técnico, levou o América para a final da Taça Guanabara, após 24 anos, e para semifinal da Taça Rio, tornando o América o time com o maior número de pontos do Campeonato. Desempenho esse que levou Dunga a convidá-lo para o cargo de auxiliar-técnico da Seleção Brasileira.

Fonte: Soma / Gospel+

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...