Google+ Rádio Gospel Hits: Pastor Marco Feliciano responde as acusações do UOL sobre seu programa de Televisão

Divulgação 728 X 90

Player

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Pastor Marco Feliciano responde as acusações do UOL sobre seu programa de Televisão


O pastor Marco Feliciano foi tema de artigo no site do Universo Online (UOL) na quarta-feira, 29 de outubro. O articulista e editor-chefe do site, Ricardo Feltrin, escreveu em sua coluna “Ooops”, sobre televisão e mídia, que o programa Tempo de Avivamento faz “merchan” (abreviatura de merchandising) com a Palavra. Trata-se, claro, de erro de avaliação, já que o pastor faz um comercial sobre a empresa GMF Consórcios, que representa a Rodobens, uma das maiores empresas do setor no país.

No artigo, o jornalista acusa o pastor Marco de usar a Teologia da Prosperidade, algo irreal em seu caso. Longe de utilizar tal “teologia”, o pregador lança mão da própria Palavra de Deus, que traz promessas de prosperidade para seu povo, o escolhido. Citando deslocadamente trechos bíblicos, o articulista defende que não se pode pedir nada material a Deus, como se o “melhor da Terra” não fosse destinado aos Seus filhos.

Ex-estudante de teologia, conforme consta na pequena biografia do jornalista, Feltrin deveria dedicar-se mais a tais estudos para que não confunda as pessoas que possam ter acessos a seus escritos, neste caso, carregado de ironia e desrespeito a algo que não conhece.

O artigo diz que o pastor Marco “garante que Deus atenderá a todos os pedidos de “fiéis”, “perseverantes” ou “valentes””. E garante, sim, baseado na Bíblia, que quem tem fé pode alcançar qualquer coisa que pedir em nome de Jesus. E é em Seu nome que conclama as pessoas a realizarem seus sonhos, não comprando terrenos no céu, mas utilizando o consórcio, uma prática comum no mercado e submetida a rigoroso controle.

O Ministério Tempo de Avivamento recusa a pecha de “intermediário” para que alguém seja abençoado pelo Senhor. O único intermediário entre o homem e Deus é Jesus Cristo, nosso Salvador, que morreu na cruz e ressuscitou ao terceiro dia. As contribuições feitas pelos irmãos são voluntárias e têm destino conhecido: a manutenção do próprio programa de TV, que custa cerca de R$ 200 mil mensais.

A Palavra não é vendida, pois recebida de graça, de graça é passada. O pastor Marco Feliciano anuncia em seu próprio programa produtos desenvolvidos por profissionais, que utilizam os melhores recursos para apresentar aos irmãos artigos de qualidade, sejam DVDs de mensagem, CDs, livros ou o curso de teologia. Aliás, caso o jornalista Ricardo Feltrin está convidado a conhecer mais sobre a Palavra, e teremos o maior prazer em tê-lo como aluno no Instituto Teológico Carisma.

Veja matéria completa do UOL neste link

http://noticias.uol.com.br/ooops/ultnot/2008/10/29/ult2548u625.jhtm

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...